O biodigestor é um equipamento que tem como objetivo acelerar a decomposição da restos orgânicos. A EMAS Jr. realiza este projeto visando encontrar o modelo adequado para a sua quantidade de material gerado e o espaço disponível, garantindo a eficiência. Saiba como é este projeto e como podemos te ajudar!

O biodigestor é uma das melhores opções para quem se interesse em diminuir os custos com descarte de resíduos. Além disso, ele possui um ótimo custo-benefício, já que gera subprodutos. Esses, por sua vez, são reaproveitados como calor ou eletricidade, ou mesmo como fertilizantes. Abordaremos melhor este uso ao longo do texto. Para entender mais sobre o funcionamento do biodigestor e seus tipos, acesse esse texto.

Por que comprar o projeto de biodigestor?

O biodigestor pode trazer muitas vantagens, como:

  • Sustentabilidade: Garante a gestão correta dos resíduos. Caso o material orgânico, como fezes de animais, se decomponha de forma natural, gera líquidos e gases que podem contaminar o meio ambiente. Sendo assim, o biodigestor vai na direção oposta: cria um ambiente isolado e impermeável. Desse modo a decomposição acontece de forma anaeróbica (sem oxigênio). Os produtos gerados no processo ficam armazenados de forma segura. Posteriormente, se coleta e utiliza-os como fertilizante e biogás.
  • Aplicações: Pode-se usar o biogás para a produção de eletricidade ou calor. Por isso, uma das principais aplicações é substituir o gás de cozinha convencional. Outra alternativa é vender para a companhia de energia, gerando renda. Por sua vez, o biofertilizante substitui o fertilizante comum e serve como proteção agrícola, eliminando pragas, doença e insetos. Também ajuda a diminuir a acidez do solo.
  • Custo benefício: Com todas essas as aplicações, o biodigestor promove economia. Dessa forma, após um tempo há um alto retorno sobre o investimentos no projeto e nos equipamentos.
Biodigestor, Fertilizante, Biogás, Energia, Sustentabilidade

E como a EMAS Jr. realiza o seu projeto de biodigestor?

Coleta de informações e escolha do tipo de biodigestor

Em primeiro lugar fazemos as medições e o levantamento de informações para analisar o material que vai para o biodigestor. Em seguida, vamos identificar qual o modelos de projeto mais indicado para a situação do cliente.

Algumas das medidas necessárias:

  • Área disponível para a instalação;
  • Proximidade com os rios ou água subterrânea;
  • Proximidade com a residência.

Algumas das análises do material:

  • Qual é a matéria orgânica (fezes bovinas, suínas, restos de plantação..);
  • A quantidade gerada diariamente.

Dimensionamento e elaboração do Projeto Básico

Nesta etapa, calculamos o tamanho biodigestor e elaboramos o Projeto Básico, incluindo:

  • Caracterização do material que vai ser colocado no biodigestor;
  • Memorial de Cálculo;
  • Elaboração das plantas baixas;
  • Manual de uso e operação.

Elaboração do Projeto Executivo e Orçamento

A partir do Projeto Básico elaboramos o Projeto Executivo. Nesse, há detalhamento de materiais e dimensões, e orientações de implantação. Em seguida apresentamos, também, uma estimativa de custos para construir o sistema. Fazemos esse cálculo de acordo com os valores atuais de mercado da região do cliente.

Obs.: A EMAS Jr elabora os projeto. Não fazemos a construção e nem a implantação. Porém, indicamos empresas que realizam esse serviço.

Em conclusão, um biodigestor é um projeto, como visto anteriormente, que traz benefícios para o meio ambiente e para o empreendedor quando projetado de forma adequada!

Projeto Realizado pela EMAS Jr.

O cliente buscava implantar a sustentabilidade em sua fazenda. Por isso, entrou em contato com a EMAS Jr. para entender melhor sobre o biodigestor.

Depositar o dejeto da vaca recolhido direto no solo não é correto. Afinal, as fezes podem ter bactérias, contaminando o solo, suas plantações e até a água subterrânea. Dessa forma o biodigestor foi a solução ideal, pois o biofertilizante gerado não tem nenhum perigo de contaminação. Outro ponto interessante é que ele não tem nenhum risco para as plantas. Portanto, pode-se usar tranquilamente. Outro motivo que atraiu o cliente foi a geração e a utilização do biogás, ele viu como uma grande economia de energia, já que esse produto pode substituir o gás de cozinha.

Portanto, com esse projeto atendemos exatamente o que o nosso cliente queria: a destinação correta dos resíduos da fazenda. Além disso, para uma geração diária de 237 kg de dejetos, calcula-se uma produção de 178 m³/mês de biogás. Isso equivale a 5 botijões de gás por mês (1 botijão de gás GLP = 13 kg). Essa quantidade de dejeto também gera algo próximo de 26 m³/mês de biofertilizante.

Então, o que você está esperando para ser mais um de nossos casos de sucesso? Entre em contato conosco! Assim vamos tirar suas dúvidas e agendar um pré-orçamento para seu biodigestor!