Talvez você nunca tenha se atentado, mas os resíduos dos animais da sua fazenda podem causar impactos negativos ao meio ambiente. Já pensou se houvesse uma forma sustentável de amenizar esse efeito e ainda gerar uma economia muito significativa? Saiba que isso é possível com o biodigestor e é bem mais simples do que você pode imaginar.

Produzir a própria energia de forma sustentável e ainda ter fertilizante natural para sua plantação, quem nunca sonhou com isso? Essas são as promessas de um biodigestor, que além de fazer isso ainda promove economia. Fascinante, não? Não é atoa que os biodigestores são uma promessa para essa geração.

Quer saber como essa mágica acontece? Fica comigo até o final desse texto que eu te conto.

Para que serve o biodigestor?

biodigestor é um equipamento que tem o objetivo de dar um tratamento para os resíduos orgânicos. Através do processo, é gerado o biogás, uma forma alternativa para produção de energia limpa e renovável, ou seja, é uma fonte de energia que não libera poluentes na atmosfera.

Além disso, tem-se outro subproduto, os biofertilizantes. Aplica-se esse líquido, muito rico nutricionalmente, no solo como fertilizante. Com todas essas aplicações, o biodigestor promove economia para o empreendedor, de forma que o investimento no equipamento é recompensado com a energia e o fertilizante gerado.

Quem pode ter um biodigestor?  

O que torna possível a produção de energia é a presença de matéria orgânica, com isso, instala-se o equipamento em locais com muitos restos alimentares ou esterco, materiais ricos em matéria orgânica. Os locais mais apropriados são: fazendas, com criação de animais e lavouras; e ambientes com grande quantidade de restos de comida, como restaurantes de grandes empresas. 

Dessa forma, um biodigestor é conveniente para qualquer pessoa ou empresa que possua muita matéria orgânica para sustentar o equipamento. Caso você esteja na dúvida se produz tanta matéria orgânica a ponto de precisar de um, vem nesse texto que você descobre.

Pode tratar efluentes no Biodigestor?

É mais indicado, para os efluentes, o uso de estações de tratamento, como as ETEs. Todo o processo no biodigestor estabiliza as bactérias sem as eliminar, com isso o tratamento de efluentes nele não é completo por não matar os patógenos, e com isso não é indicado pelo risco de contaminação do solo e de corpos hídricos.

Conheça algumas Alternativas para o tratamento de água

O que é o biogás?

O que produz a energia é o biogás, resultado do processo de decomposição da matéria orgânica, que acontece dentro do biodigestor. Quase toda matéria orgânica vira biogás ou fertilizante no equipamento.

Armazena-se o gás dentro do biodigestor e, posteriormente, direciona-o para um balão. A partir disso, pode-se utilizar o gás na própria propriedade, como gás de cozinha e para produção de energia elétrica ou térmica. Outra opção muito visada, e que pode trazer renda ao empreendedor, é a venda em botijões ou diretamente para a companhia de energia do estado.

Um pouco mais da produção do biogás

Na composição desse gás encontra-se, em sua maior parte, dióxido de carbono e gás metano, e ele serve como fonte de energia renovável. Deste modo, gera-se energia térmica e energia elétrica, o que promove uma boa economia para o proprietário da fazenda. Além disso, o biodigestor contribui para que o metano tenha um destino mais ambientalmente viável, de forma a não prejudicar o meio ambiente.

A imagem representa um fluxograma do percurso dos resíduos orgânicos para o biodigestor da fazenda. Após serem coletados, eles são depositados na caixa de entrada e depois direcionados para a câmara biodigestora. O produto da biodigestão é o biogás, que pode ser usado como gás de cozinha ou como insumo para produção de energia térmica e elétrica. O outro produto é o biofertilizante, que segue para a caixa de saída e pode ser usado como adubo orgânico.
Esquema de funcionamento do biodigestor

Destaca-se que existem tratamentos adequados para o biogás, frente a suas inúmeras aplicações. Dessa forma, encontram-se no mercado diversas tecnologias para “purificar” o biogás, que envolvem a retirada do vapor d’água e/ou gases específicos que fazem parte da sua composição.

Vantagens da geração pelo biodigestor

Assim, você pode economizar muito produzindo o seu próprio biogás, uma vez que, após o tratamento correto, ele substitui o gás de cozinha convencional. Além disso, ao gerar energia elétrica, você reduz os gastos com contas de luz e ainda pode lucrar vendendo a energia excedente para uma companhia de energia.

Por outro lado, como mencionado anteriormente, os dejetos dos animais causam impactos ambientais significativos quando despejados ao ar livre. Dessa forma, instalar um biodigestor na fazenda contribui com o desenvolvimento sustentável, diminuindo os efeitos negativos dos resíduos, visto que os gases tóxicos da matéria orgânica não serão mais liberados na atmosfera.

O biodigestor é a solução ideal para a gestão de resíduos da sua fazenda. Além disso, nota-se a como a geração de biogás é economicamente viável. Confira outras vantagens de se obter um biodigestor. Para saber mais, entre em contato com a equipe de consultores da EMAS Jr. Consultoria.

Agora que você já sabe para que serve o biodigestor, conheça um pouco mais sobre os tipos de biodigestores, nesse texto.