/, MEJ/Conheça 3 medidas para alavancar os resultados de sua EJ

Conheça 3 medidas para alavancar os resultados de sua EJ

O crescimento de uma Empresa está diretamente ligado a sua capacidade de transformar metas em resultados, e em uma Empresa Júnior isto não é diferente. Por esta razão, fica evidente a necessidade de tomar algumas medidas e traçar um planejamento assertivo e coerente com a realidade da EJ para permitir o seu desenvolvimento.

Não obstante, é fundamental que este planejamento esteja completamente alinhado com todos os membros, além de ser constantemente monitorado por instrumentos que permitam a análise crítica de seu desempenho nos mais variados parâmetros. Quando todos estes pontos acontecem, os resultados alcançados são surpreendentes. Mas quais e como são exatamente estas medidas?

Crédito: Freepik

Crédito: Freepik

1. Planejamento estratégico de uma empresa júnior

O planejamento de uma Empresa Júnior deve ser pautado em representar o que ela é e o que ela quer vir a ser. Isto envolve mencionar valores com os quais se identifica, a razão dela existir e uma meta para um futuro de prazo definido. Mas montar um Planejamento Estratégico é uma tarefa um pouco menos complicada do que o ato de levar este para o dia-a-dia da empresa.

O alinhamento dos membros ao Planejamento Estratégico da Empresa é essencial para o sucesso. Uma pessoa que trabalha conhecendo o impacto de suas tarefas no produto final realiza as suas atividades com maior motivação, gerando muito provavelmente um resultado melhor  e tendo uma gestão de tempo muito mais efetiva do que o que seria entregue por alguém desmotivado.

Isso só é possível quando o membro conhece, concorda e internaliza o Planejamento Estratégico. Uma maneira de possibilitar com que todos estejam cientes e de acordo com os objetivos determinados é uma comunicação interna bem estabelecida. É importante que as pessoas que trabalham em uma Empresa Junior estejam cientes dos acontecimentos recentes.

Crédito: Udemy

Crédito: Udemy

Na EMAS Jr., por exemplo, é realizada semestralmente uma reunião imersiva presencial, com a participação de todos os membros, onde discutem-se pautas diretamente relacionadas aos objetivos e realiza-se um brainstorming de ideias e melhorias. Ainda, são feitos treinamentos para permitir a internalização dos valores e da missão da empresa.

2. Análise de resultados por indicadores

Com a empresa já alinhada, em face de conseguir atingir os objetivos estabelecidos deve-se manter um controle de como está o andamento de cada atividade da empresa. A preocupação com a qualidade de processos é fundamental para permitir medir esse crescimento e direcioná-lo corretamente.

Os indicadores são instrumentos que permitem controlar o desenvolvimento que a empresa alcançou em determinada área. Ele deve ser representativo para medir quantitativamente ou qualitativamente o andamento das atividades relativas a cada objetivo da empresa.

Mas é claro que não basta apenas coletar esses dados. Eles devem ser analisados, de forma a procurar entender os resultados obtidos. Se o desempenho medido foi considerado bom, é importante entender o porquê para continuar a seguir  naquele caminho. Se mediu-se algo abaixo do esperado, deve-se analisar o que foi feito e propor alterações nas atitudes que permitam um resultado melhor na próxima coleta.

Crédito: Freepik

Crédito: Freepik

Entretanto, quem trabalha com o controle de indicadores de uma empresa não tem apenas essa função. Ele deve ter uma visão geral de tudo que acontece na empresa – isto é, estar completamente alinhado a ela – e é extremamente importante que essa visão seja, acima de tudo, estratégica. Isso permite agir com maior assertividade para solucionar problemas e sugerir melhorias.

Ações tomadas para encaminhar soluções podem ser de diferentes maneiras, como os exemplos citados a seguir:

  • Reunir-se com pessoas que realizam atividades que não estão com resultado esperado;
  • Propor metas e parâmetros para cada indicador como forma de facilitar a avaliação do resultado obtido;
  • Discutir os resultados das coletas de indicadores e entender seus resultados, mesmo que estes estejam bons.

 

3. Gestão do conhecimento

É muito importante que a sua Empresa Júnior mantenha o registro do planejamento e dos resultados obtidos, pois isso permitirá que se evite a repetição de erros passados, além de garantir que o alinhamento se perpetue para as próximas gestões da empresa.

Uma das melhores formas de aprendizado vem com os erros, mas para isso é necessário conhecê-los e tentar superá-los. Existem diversas maneiras de guardar esses dados e uma das mais assertivas é a utilização de planilhas que concentrem todos os resultados de uma determinada faixa temporal, para facilitar a comparação e o acesso posterior.

Crédito: Freepik

Crédito: Freepik

 

Finalmente, com a criação de um planejamento estratégico, com toda a estruturação do processo de alinhamento dos membros para com ele e, finalmente, a avaliação dos resultados em cima das diretrizes estabelecidas, a sua Empresa Júnior potencializará os seus resultados. Com a EMAS Jr. não foi diferente. Utilizando de todas essas medidas conseguimos fazer de 2017 um ano maravilhoso para nossa empresa!

Quer saber de mais uma estratégia para melhorar o rendimento de sua EJ? Confira nosso outro texto sobre a Metodologia do 5s! Se quiser saber mais sobre estes assuntos ou esclarecer alguma dúvida, entre em contato conosco. Estamos muito abertos a trocar ideias e ficaremos muito felizes em te ajudar!

By | 2018-04-10T18:11:57+00:00 17 de dezembro, 2017|Dicas, MEJ|0 Comentários

About the Author:

Alvaro Barbosa

Deixe seu comentário