Início/Dicas, Mudanças/7 mudanças que você precisa implementar na acessibilidade de seu empreendimento

7 mudanças que você precisa implementar na acessibilidade de seu empreendimento

Lorena tem a perna quebrada, e depende da ajuda de funcionários para subir e descer as escadas do curso de idiomas onde faz aulas de inglês. Pedro escolheu para seu filho, João, uma escola que atenda a suas necessidades, já que o menino possui deficiência visual. Maurício, por sua vez, deixou de ir ao cinema devido à ausência de assentos para obesos nas salas de exibição. Essas três histórias cruzam-se em um único termo: acessibilidade.

Ser acessível, muito mais do que um conceito ético e moral, é uma forma de reconhecer que todas as pessoas têm direito à qualidade de vida, fazer com que seu estabelecimento torne-se mais atrativo aos olhos de seus clientes e evitar autuações, visto que a acessibilidade de espaços públicos é prevista em lei. Neste texto, apresentamos 7 soluções que fomentarão a acessibilidade de seu empreendimento:

1) Rampas

Seu estabelecimento possui desnível logo na entrada? Escadas curtas no interior? Se sim, rampas são uma solução eficaz e com bom custo benefício para seu estabelecimento. É importante salientar que existem dimensões mínimas padronizadas pelas normas técnicas brasileiras e são indicadas para degraus com mais de 1,5 cm de altura! Pode parecer pouco a princípio, no entanto, um simples tropeço ou dificuldade de ultrapassar determinado obstáculo podem provocar constrangimentos ou até mesmo acidentes!

2) Elevadores

Nem sempre a construção de rampas é viável, como em locais com escadas longas e íngremes, onde seria necessário utilizar um espaço muito grande a fim de garantir a inclinação mínima das mesmas.

Nesse caso, a instalação de elevadores, constituindo uma rota alternativa, é a mais indicada. Apesar de necessitar de maior investimento inicial e custo com manutenção, oferece conforto adicional aos clientes e gera uma boa impressão quanto à infraestrutura do seu empreendimento! Os elevadores convencionais podem ser substituídos por plataformas de percurso vertical ou plataformas elevatórias para escadas, de acordo com o que for mais apropriado para o local.automacao-acessibilidade_g1

3) Portas largas

Imagine se algum dia um cliente obeso ou cadeirante for ao seu empreendimento e tiver dificuldade de entrar devido à largura estreita das portas? Ele sentirá, no mínimo, desconforto. Por isso, é de suma importância que o vão interno das portas tenha 80 cm ou mais e que a altura das maçanetas também esteja dentro do padrão requerido! A porta de entrada pode ser um fator decisivo para a fidelidade do seu cliente.

4) Corrimãos

O termo acessibilidade diz respeito não só a cadeirantes, mas também a idosos, obesos, pessoas com mobilidade reduzida (temporariamente ou não), gestantes e pessoas com crianças de colo. Todos eles precisam se apoiar ao locomover-se ou mesmo descansar após esforço intenso, e essa é a função dos indispensáveis corrimãos.

Eles podem ser instalados e utilizados isoladamente, como em corredores e outros espaços de circulação, ou conjuntamente com rampas e escadas. Além disso, tenha em mente que as barras de apoio exigidas em sanitários e provadores adaptados são derivadas dos corrimãos convencionais e são tão essenciais quanto.

5) Espaço suficiente para locomoção

Reflita: do que adianta fornecer meios adequados para que seus clientes adentrem seu estabelecimento se não houver espaço suficiente para que qualquer pessoa consiga se deslocar dignamente em seu interior?

A lei determina larguras mínimas para que um cadeirante possa circular sem grandes dificuldades, sozinho ou com certo número de pessoas ao seu lado. Resumidamente, é exigido que o espaço permita que a cadeira de rodas movimente-se livremente para frente e para trás, gire e seja capaz de fazer conversões.

6) Placas de sinalização

Diretrizes de mobilidade e indicações de localização são importantes em qualquer setor da sociedade. Colocar placas de sinalização em seu empreendimento é uma forma de fazer com que qualquer pessoa trace sua rota desejada com facilidade e identifique que alcançou seu destino.

Além disso, placas de acessibilidade auxiliam a expansão do espectro de clientes, uma vez que representam que o estabelecimento preocupa-se com cada um de seus clientes e é adaptado com o intuito de atendê-los da melhor forma possível.

Campanha-Google-Acessibilidade

Por fim, lembre-se que também são elementos de comunicação e sinalização o piso tátil e a descrição, em braile, de todas as indicações possíveis.

7) Vagas de estacionamento reservadas

Seu empreendimento oferece vagas de estacionamento para os clientes? Sim? Então saiba que é obrigatório que 5% delas sejam reservadas para idosos e 2% para portadores deficiência, e que sejam devidamente sinalizadas com o símbolo internacional do acesso.

Aos olhos do mercado consumidor, esta é uma forma de valorizar as limitações de cada pessoa e permitir que tenha acesso aos seus serviços igualmente.

Além disso, é dever de todos fiscalizar o uso de tais vagas, assim como na campanha “Esta vaga não é sua nem por um minuto”. O movimento, com início em 2015, combate justamente o uso inadequado das vagas de estacionamento reservadas para idosos ou cadeirantes e denuncia, se for o caso.

Diante de tantas soluções apresentadas, percebe-se que empreendimentos acessíveis vêm ganhando cada vez mais destaque frente ao mercado consumidor, à sociedade e à legislação. Adapte-se!

Deseja conhecer mais sobre as soluções de acessibilidade? Entre em contato conosco, ficaremos felizes em ajudá-lo.

By | 2017-11-26T21:03:48+00:00 novembro 26th, 2017|Dicas, Mudanças|0 Comentários

About the Author:

Carolina Soares

Deixe seu comentário