Início/Educação Ambiental/A sua escola forma cidadãos ambientalmente educados?

A sua escola forma cidadãos ambientalmente educados?

A consciência ambiental tem como objetivo tentar criar uma nova mentalidade com relação a como usufruir dos recursos oferecidos pela natureza, criando assim um novo modelo de comportamento, buscando um equilíbrio entre o homem e o meio ambiente. A educação ambiental é fundamental para uma conscientização das pessoas em relação ao mundo em que vivem, para que possam ter cada vez mais qualidade de vida sem desrespeitar o meio ambiente.

No mundo em que vivemos, e levando em consideração como o homem vem utilizando os recursos naturais de forma inadequada,  se faz necessário uma conscientização ambiental, principalmente por parte dos educadores, já que eles têm grande responsabilidade na formação cidadã de seus alunos. É importante estes possam tomar entendimento acerca do que acontece e o que podem fazer para preservar o meio ambiente, disseminando tal conhecimento para sociedade.

Crédito: firstclasstours.net

Crédito: First Class Tours

Por que educação ambiental?

A educação ambiental deve ser um exercício para a cidadania, e neste contexto, se vê a importância disto dentro das escolas para formar adultos mais conscientes dos seus atos. Além das crianças adquirirem o conhecimento com facilidade, ainda repassam para aqueles que estão ao seu redor, como por exemplo quando chegam em casa e comentam aquilo que aprenderam na escola com seus familiares – o que acaba contribuindo para a conscientização dos adultos.

A educação ambiental tornou-se lei em 27 de Abril de 1999, pela Lei Nº 9.795– Lei da Educação Ambiental, onde em seu Art.  afirma: “A educação ambiental é um componente essencial e permanente da educação nacional, devendo estar presente, de forma articulada, em todos os níveis e modalidades do processo educativo, em caráter formal e não formal”.

Como perspectiva educativa, ela existe permeando todas as relações e atividades escolares, desenvolvendo-se de maneira interdisciplinar para refletir questões atuais e pensar qual mundo queremos, e, então, por em prática um pensamento ecologista mundial. É importante que ocorra um processo participativo dos alunos permanente, de maneira que não seja apenas e exclusivamente informativa. A prática é essencial, de modo a desenvolver e sensibilizar uma consciência crítica sobre a problemática ambiental.

Crédito: folha.uol.com.br

Crédito: Folha  de São Paulo

Sendo assim, é importante que sejam apresentadas práticas ecologicamente corretas para serem incluídas em uma conscientização acerca do meio ambiente desde cedo. A escola tem a responsabilidade de dar suporte para o desenvolvimento de uma Educação Ambiental de qualidade, estabelecendo o meio ambiente como patrimônio de todos, desenvolvendo atividades artísticas, experiências práticas, atividades fora de sala de aula, projetos, entre outros.

Ela deve conduzir os alunos a serem agentes ativos e não passivos e meros espectadores. Eles devem ser compreendidos primeiramente em seu contexto local, e em seguida, em seu contexto global. Por isso aproximar a temática no dia a dia da escola, levando soluções ambientais locais, seria o ideal.

 

As práticas

O conjunto de ações que extrapolam o caráter exclusivamente teórico da temática educativa ambiental pode assumir diversas formas e medidas, conforme o contexto ao qual está inserido. Por exemplo, antes de serem traçadas práticas voltadas para a sala de aula, é necessário conhecer a caracterização dos alunos alvo: Qual a média de idade? Que tipo de linguagem assumir? Quais os melhores meios de transmitir as mensagens para este público? Um teatro ou uma roda de música? Dinâmicas ou palestras?

Além disso, é fundamental conhecer a realidade da escola na qual as medidas serão aplicadas. Existem colégios onde há uma preocupação muito grande em relação a fatores específicos, como por exemplo o problema de resíduos sendo descartados no próprio chão dos pátios. A estes, se mostra necessária uma educação ambiental mais assertiva, trazendo justamente a temática do descarte correto de resíduos e as consequências caso sejam destinados de maneira incorreta.

Sendo assim, a educação ambiental é maleável, se adequando às demandas e carências de cada escola na busca por formar uma conscientização sólida, tanto generalista quanto específica.

Crédito: Cultura Mix

Crédito: Cultura Mix

Dificuldades encontradas

Muitas dificuldades e desafios são encontrados na educação ambiental, e através de pesquisa podemos entender estes problemas e solucioná-los.  Um grande número de professores estão cientes das responsabilidades socioeducativas a eles confiadas, existindo consenso da importância do tema; no entanto observa-se uma barreira quanto à aplicação de atividades. Nota-se que os professores têm o conhecimento sobre o assunto, mas ninguém participou e nem são oferecidas capacitações referentes ao mesmo, não incluindo o tema educação ambiental como transversal em seus planos de aula.

Outra dificuldade a qual os professores questionam é a falta de material didático, em que o próprio livro didático é ausente de conteúdos relacionados à questão ambiental, se fazendo necessárias outras metodologias com outros materiais que poderiam auxiliar mas que as escolas pesquisadas não disponibilizam, tornando o trabalho ainda mais difícil.

Dessa forma, as questões ambientais são apresentadas de maneira confusa aos alunos, pois estes aprendem apenas que é preciso preservar a natureza mas não são levadas a eles as políticas de impacto capazes de lhes fazer compreender que é preciso preservar e utilizar de forma consciente os recursos naturais que se têm no planeta. Acabam sendo apenas ouvintes e não praticantes, quando deveriam ser estimulados através de atividades e projetos a exercer essa consciência a partir de sua realidade e comunidade.

Crédito: Freepik

Crédito: Freepik

 

Diante de todos estes fatos, fica evidente o papel das escolas como agentes transformadores não só do presente mas também do futuro. A forma como as novas gerações interagirão dentro e com o meio ambiente ao qual estarão inseridas depende majoritariamente da educação e escolarização que estas receberam. Vale ressaltar também que a educação ambiental deve ser tratada de forma conjunta, tanto pelos pais das crianças quanto pelas escolas nas quais estas estão matriculadas.

Finalmente, diante de toda esta importância da temática, é fundamental que você lance o questionamento acerca de seu próprio colégio: “a minha escola contribui para a formação  de cidadãos  ambientalmente corretos?”. A resposta, diante da responsabilidade assumida por todos os centros educativos, deve ser sim e a pergunta deve ser refeita periodicamente, sempre revisando a situação atual e garantindo que a educação ambiental se mostra presente na realidade da escola e de todos os seus alunos.

Possui alguma dúvida ou quer se aprofundar ainda mais na educação ambiental? Entre em contato conosco! Estamos ao seu dispor!

By | 2017-11-05T18:17:13+00:00 novembro 5th, 2017|Educação Ambiental|0 Comentários

About the Author:

Ana Letícia Aguiar

Deixe seu comentário