Início/Empreendedorismo, Mercado de Trabalho/Como superar os desafios de ser um recém-formado em engenharia?

Como superar os desafios de ser um recém-formado em engenharia?

Há alguns anos, a Engenharia era vista como uma área promissora no mercado de trabalho. Contudo, a instabilidade da economia atrelada ao aumento de formandos na área fez com que as oportunidades de emprego diminuíssem. Além disso, grandes cortes de investimento culminaram em uma desvalorização do mercado.

Diante de toda essa reviravolta, os formandos e os recém-formados em engenharia saem da graduação e já se deparam com grandes desafios. A seguir, falamos um pouco sobre esses desafios e apresentamos algumas dicas para enfrentá-los.

“Quando eu vou começar a ficar rico?desafios-recem-formado-1

Desde o instante em que você entrou na faculdade e pôde dizer “Sou estudante de Engenharia”, com certeza já passava por sua cabeça o momento em que ia se formar e ganhar muito dinheiro com seu trabalho, não é? Bem, você não é o único a acreditar nessa história! Na verdade, é um pensamento muito comum, pois é resultado de um acúmulo de expectativas pessoais, familiares, de amigos e da mídia.

Dessa forma, é muito importante que você consiga controlar sua ansiedade. O fim da graduação é apenas a porta de entrada para uma nova etapa, na qual todas as físicas e cálculos já superados vão parecer fáceis perto do que há por vir.

A cada ano no Brasil formam cerca de 40 mil engenheiros, ou seja, assim como você, existem milhares de outros formandos com diplomas universitários.

Para vencer esse desafio, é importante que você consiga conter sua insegurança. Para isso, o primeiro passo é o autoconhecimento. Você deve definir qual sua missão ou propósito na vida, qual é a sua paixão, e, a partir disso, traçar sua estratégia.

Tenha sempre em mente quais são os seus valores, isso facilitará quando for determinar o tipo de emprego e empresa que irá correr atrás. Além disso, é imprescindível que você saiba qual é seu perfil profissional, ou seja, saber qual é seu estilo de trabalho.

Por exemplo, se você tem facilidade e gosto para lidar com questões burocráticas, mas tem dificuldade em liderar equipes, trabalhar no setor administrativo é melhor opção do que um cargo que exija tarefas práticas, como coordenar uma equipe de campo.

Foque em identificar quais são seus pontos fortes e fracos. Esses conhecimentos servirão de base para investir naquilo que você precisa melhorar para entrar fortalecido no mercado de trabalho. Para conhecer melhor seu perfil profissional, faça o teste do Na Prática, um projeto da Fundação Estudar.

Quem tem contatos, tem tudo!

Conhecer pessoas e manter contatos é muito importante, mesmo para quem ainda está na faculdade. Esses vínculos podem potencializar sua carreira e, levando em consideração que o mercado está cada vez mais competitivo, o Networking tem sido o diferencial de muitos recém-formados.

desafios-recem-formado-2

O Networking é definido como uma rede de contatos profissionais, nas quais as pessoas envolvidas obtêm benefícios a partir dessa cadeia de relações. Em outras palavras, é um termo em inglês que resume o jargão “Quem tem contatos, tem tudo”.

Segundo a Right Management, consultoria especializada em gestão de talentos e carreira, mais de 60% das contratações são consequências de um networking bem feito. Dessa forma, torna-se essencial que você conheça pessoas que possam alavancar sua carreira, não necessariamente indicando uma ótima oferta de trabalho, mas talvez uma informação que te deixe mais perto de seu objetivo.

A seguir, listamos alguns passos para consolidar seu networking:

#1 Não limite sua rede

O passo inicial é saber que literalmente todos com quem você se relaciona fazem parte do seu networking. Não devemos desconsiderar alguns, mesmo os mais próximos, como familiares. Às vezes a oportunidade está onde a gente menos espera.

Se você ainda está na faculdade, comece logo a criar sua rede de contatos. O ambiente acadêmico está sempre recheado de boas conexões. O professor carrasco de hoje pode ser a pessoa que indicará você para uma grande empresa amanhã.

#2 Explore seu mapa de possibilidades

O segundo passo é frequentar lugares onde você possivelmente conhecerá pessoas novas e com potencial para criar novos relacionamentos profissionais. Marque presenças em feiras, workshops, congressos, palestras, etc. Entretanto, não se prenda a essa gama de eventos. Até mesmo em uma mesa de bar pode surgir uma nova relação.

#3 Use a tecnologia a seu favor

As redes sociais, como Facebook e Linkedin, são excelentes maneiras de desenvolver o seu networking. Use-as para compartilhar conhecimento, trocar informações e interesses. Mas lembre-se sempre que quantidade, nesse caso, não significa qualidade.

Resumindo: ter um bom networking pode ser decisivo para sua vida profissional, seja você graduando ou recém-formado. Essa cultura baseia-se em um efeito de proliferação, assim, quanto mais disposto você estiver a contribuir para o crescimento do seu contato, maiores as chances dele retribuir a você.

Engenharia: 5 anos para aprender que você ainda não aprendeu tudo que deveria 

Já passou a época em que apenas o conhecimento adquirido durante a graduação era suficiente para competir no mercado de trabalho. Apesar de parecer um pouco desmotivante, essa realidade serve para que você não se acomode e busque sempre evoluir em suas habilidades e conhecimentos.

Os profissionais de sucesso precisam possuir competências como empreendedorismo, liderança, e capacidade para relacionamento interpessoal. Para desenvolver esses aspectos, o estágio é fundamental. Caso não consiga realizá-lo durante a graduação, não se preocupe. Fazê-lo depois de formado, apesar de não trazer um retorno financeiro imediato, irá melhorar seu currículo e te dará mais experiência.

Caso você ainda esteja na faculdade, aproveite as oportunidades que a sua instituição oferece. Existem várias iniciativas que buscam preparar os alunos para o mercado, como as empresas juniores. Além da possibilidade de expansão do networking, você irá receber capacitações e estará em contato com projetos e clientes reais, podendo colocar em prática o conhecimento adquirido em sala de aula. Assim, ao sair da graduação, estará mais preparado para encarar os desafios do mercado.

Se mesmo depois de formado você ainda não está satdesafios-recem-formado-3isfeito com o conhecimento adquirido, a pós-graduação é uma possibilidade para melhorar seu currículo. Lembre-se também que todo engenheiro pode ser um profissional autônomo, logo, empreenda! Identifique as brechas do mercado e analise onde você pode atuar.

Por fim, entenda a importância de sonhar. Sonhos são essenciais para que você não perca seu foco. Pense grande, mas dê passos pequenos. Assim, a chance de você chegar lá será maior.

Gostou do texto e tem interesse no assunto? A EMAS Jr. realizará o evento Sustentar de 7 a 11 de agosto na Escola de Engenharia da UFMG e o Jean, da SolarView, apresentará mais dicas para os graduandos e recém-formados. Não perca!

By | 2017-11-01T10:14:19+00:00 julho 28th, 2017|Empreendedorismo, Mercado de Trabalho|0 Comentários

About the Author:

Gustavo Magalhaes

Deixe seu comentário